Tribunal de Justiça da Paraíba

Terceira etapa do Sesquicentenário de Epitácio é realizada no auditório do TCE

Evento é emoldurado com palestra do ministro Rezek e depoimentos do embaixador Pardellas

 

Além de destaque na seara nacional, o ex-presidente paraibano Epitácio Pessoa também foi referência no cenário internacional, ao integrar a Corte Internacional de Haia, na década de 20. O lado diplomático do presidente foi abordado na conferência proferida pelo ministro Francisco Rezek, na tarde desta quinta-feira (6), durante a terceira etapa dos eventos idealizados pelo Tribunal de Justiça da Paraíba, em parceria com o Tribunal de Contas do Estado. A solenidade foi realizada no Centro Cultural Ariano Suassuna (TCE), em homenagem aos 150 anos de Epitácio Pessoa, completados em 2015.

“Epitácio participou de decisões muito importantes nos primeiros e fecundos anos da Corte da Haia – um tribunal para julgar conflitos entre países que, a partir da Primeira Grande Guerra, decidiram resolver as suas contendas num tribunal e não mais em campo de batalha”, pontuou o ex-ministro.

O minsitro também afirmou que a Corte paraibana era o tribunal mais qualificado para chamar a si a responsabilidade de prestar as homenagens pelo sesquicentenário de Epitácio, visto que o ex-presidente exerceu com maestria a carreira “na toga” (Supremo Tribunal Federal e Corte de Haia). “E, ao final, foi na Paraíba que seus restos mortais repousaram, no Palácio de Justiça do TJPB”, complementou.

A apresentação do conferencista foi feita pelo professor e advogado Carlos Pessoa de Aquino, membro da Academia Paraibana de Letras (APL) e sobrinho bisneto de Epitácio. “O senhor chegou, aos 39 anos, a ser ministro do Supremo Tribunal Federal e foi membro da Corte de Haia. Honrou e dignificou a toga que lhe caía pelos ombros, como assim o fez Epitácio Pessoa”, disse, ao traçar características semelhantes entre as carreiras do ministro e do homenageado.

Sesquicentenario_Epitacio_Pessoa_no_TCE_06_08_15_ (230)

As boas vindas foram dadas pelo anfitrião do evento, conselheiro André Carlos Torres Pontes, vice-presidente do TCE, que apontou a importância de manter gravada na memória da Paraíba o nome do homenageado Epitácio Pessoa. “É necessário resgatar a história de uma pessoa que deixou um importante legado, para que os jovens de agora tenham e perpetuem esta informação, bem como sigam estes exemplos”, afirmou.

A presidente da Comissão de Cultura e Memória do Poder Judiciário do Estado, desembargadora Fátima Bezerra Cavalcanti, falou sobre a importância de se visualizar a história de Epitácio Pessoa de uma perspectiva global.

“Esta terceira fase de comemorações nos mostra o homem que não ficou só na Paraíba, nem só no Brasil. Como diplomata, Epitácio pontuou a história brasileira na fase em que ele esteve à frente de todas os tratados internacionais. Então é importante que tenhamos esta visão global: do jurista, do político, do homem público e do diplomata, que construiu a história com estudo, esforço e dedicação ao que fez“, disse a desembargadora.
Presente na segunda etapa das homenagens, realizada na cidade de Umbuzeiro, terra
natal de Epitácio, o embaixador e neto do homenageado, Carlos Alberto Pessôa Pardellas, se disse emocionado com as reverências que vem sendo feitas à carreira e à pessoa de seu avô.

“São homenagens merecidas que o Tribunal presta a Epitácio. Emociona-me a oportunidade de conhecer o Estado, o local e a vila em que ele nasceu, conhecendo uma porção de conterrâneos que conhecem o seu valor. Ele foi, antes de tudo, um magistrado, e este exemplo deve ser cultivado, pois a justiça é a mais importante virtude no convívio entre as pessoas e ele cultivou o Direito até o fim da vida”, declarou Pardellas.

Sesquicentenario_Epitacio_Pessoa_no_TCE_06_08_15_ (368)

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, se disse satisfeito com os eventos realizados até então para a homenagear o “paraibano mais importante do Brasil”. Membro do Instituto Histórico e Geográfico da Paraíba, o gestor da Corte paraibana dedicou a Epitácio Pessoa o Ano Judiciário 2015.

“Todos os eventos têm sido muito importantes, pois os jovens devem saber da história dos antepassados, que servem de bons exemplos. Estamos contando um pouco dela, neste momento, através de duas ilustres presenças e continuaremos com a série de comemorações, ao longo do ano”, revelou.

Revista em Quadrinhos – “Epitácio Pessoa em Quadrinhos” é o título da obra que traz a biografia do ex-presidente, de forma lúdica e para todas as idades. O livro foi lançado durante o evento e é uma publicação da Patmos Editora, em parceria com a Energisa.

A professora de Literatura Infantil, Neide Medeiros, também assina a autoria do livro. “Os quadrinhos exercem uma atração muito grande entre as crianças e até entre os adultos. Procurei revelar fatos da vida de Epitácio, que foi de sacrifícios na infância e juventude, mas, através do estudo, chegou aos cargos em que chegou”, disse.

A solenidade também foi marcada pela exibição de um vídeo alusivo aos eventos do Sesquicentenário, idealizados pelo TJPB, por meio da Comissão de Cultura e da Comissão de Notáveis. A última, foi constituída para elaborar os eventos comemorativos pelos 150 anos de Epitácio.

Sesquicentenário – A primeira etapa do Sesquicentenário ocorreu no dia 28 de maio, no Tribunal de Justiça da Paraíba, com palestra proferida pelo historiador Humberto Mello, e visita à Cripta, localizada no Palácio da Justiça.

O segundo momento ocorreu em Umbuzeiro, no dia 17 de julho, com conferência proferida pelo presidente da APL, professor Damião Ramos.

Os eventos seguintes estão agendados para o dia 6 de novembro e 17 de dezembro. E novembro, está prevista uma palestra, a ser proferida pelo ministro Herman Benjamin. Em dezembro, um concerto associado da Orquestra Sinfônica da Paraíba, no Espaço Cultural José Lins do Rêgo, fechará com chave de ouro as celebrações a Epitácio.

Por Gabriela Parente

 

 

Deprecated: Function create_function() is deprecated in /apps/prod/memorialvirtual/memorialvirtual-2.1.2/wp-content/plugins/simple-lightbox/controller.php on line 1642